terça-feira, 26 de novembro de 2013

Processo eletrônico: MG vai por terra, de JIPPE

Os mares do PJe andam agitados.
Muitas procelas, muitas.
Mesmo na JT, desde que o navio zarpou de Navegantes/SC, primeira vara a utilizá-lo, ventos fortes de instabilidade e insegurança fustigam a embarcação e preocupam os tripulantes. Da interface à insegurança com o destino do que se produz (sumiços inexplicáveis de peças e processos), passando pelas interrupções de funcionamento, o PJe deixou de inspirar confiança nas Minas Gerais.
O TJMG decidiu ir de JIPPE.
Diz-se que, por terra, a viagem será mais tranquila. Nasce mais um Sepaj, portanto.
Veja a notícia no portal do TJMG.